Rate this item
(0 votes)

A Paz Perpétua - de 21 a 25 de abril - Centro de Criação Artística" - Setúbal

By Publicado abril 21, 2021

Hannah Arendt defendia na "Banalidade do Mal" que, em resultado da massificação da sociedade, se criou uma multidão incapaz de fazer julgamentos morais, razão porque aceitam e cumprem ordens sem questionar.

A "Paz Perpétua" de Mayorga traz-nos novamente a essa realidade de Arendt, onde a Paz se constrói na falta de moralidade. Referindo-se o próprio título da obra de Mayorga ao ensaio filosófico de Kant que reflete a eterna questão "será que os fins justificam todos os meios?", deixa-nos a premissa de uma reflexão demasiado actual onde é que as medidas de segurança acabam onde é que começa o terrorismo?
O autor espanhol presenteia-nos uma metáfora à ameaça terrorista global através de uma piada, três cães a competir por um lugar num corpo de elite de combate antiterrorista. Com o humor, por vezes negro, mas de um requinte de quem explora mais a suas dúvidas do que certezas, o autor ao dar às suas personagens a forma de animais, pode explorar ideias e conceitos que de tão brutais seriam inconcebíveis sair da boca um ser humano, o que permite alargar a fronteira catártica desta sua metáfora.

Encenação: José Maria Dias
Assistência de Encenação: Graziela Dias
Tradução: Luísa Monteiro
Interpretação: Carlos Pereira, Fábio Nóbrega Vaz, Graziela Dias, Patrícia Paixão, Sara Túbio Costa
Coreografia Cenas de Luta: Carlos Pereira e Eduardo Dias
Cenografia: José Manuel Castanheira
Figurinos: Lucília Telmo | Sonoplastia: Emídio Buchinho
Temas: “Beyond”, “Game Over”, “Corrupt By Design”, “Violence Machine” e “Unto the Frost”
Fotografia, Vídeo e Técnica: Leonardo Silva
Fotografia: Helena Tomás

Informações e reservas: 932 570 979 / Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Read 158 times
Login to post comments

VOZ ONLINE é o nome da rádio licenciada pela Associação Voz Online Rádio - ARDVOZ.

  •  

Registo na ERC nº 700077