O décimo álbum de estúdio de Sleater-Kinney foi gravado em Portland, Oregon, durante o verão de 2020, tendo como pano de fundo a agitação social, incêndios devastadores e uma pandemia violenta. Esta é a música para uma união imaginada. Este é o primeiro álbum do Sleater-Kinney produzido pelos próprios membros da banda.

O disco original 'Sabotage' dos Black Sabbath, publicado em em 1975, é expandido nesta reedição com novas faixas ao vivo, raras e intensas. Esta nova edição inclui o concerto North American Tour Live '75 o que nos permite ter acesso a um som mais preciso e completo dos Black Sabbath nos anos 70, o poder das suas canções ao vivo é capturado em toda sua glória.
São 4 discos em vinil e ainda um mini cd.

Sabbatoge Black Sabbath

Ancient Dreams In A Modern Land é o quinto álbum de estúdio da MARINA, lançado a 11 de junho de 2021. O álbum enfoca muitas questões sociais, como aquecimento global, misoginia, maus-tratos a indivíduos LGBT e racismo. Marina disse à Vogue :
"As pessoas tendem a se esquivar desses tipos de questões nas músicas, mas a música pop é um veículo incrível para discutir essas questões, e não importa se as pessoas concordam com você ou não - é um início de conversa. Essa é a coisa mais poderosa da arte.#
A maior parte do álbum foi escrita e gravada durante a pandemia COVID-19, que teve uma grande influência no conteúdo lírico do álbum:
"Eu senti essa raiva de mim mesma pela vida que tenho vivido e todos nós fomos persuadidos a viver. A forma como vivíamos antes do COVID não era sustentável ou, para ser honesto, agradável.”

O novo disco de Rui Reininho, 20.000 Éguas Submarinas, foi produzido por Paulo Borges, um trabalho que demorou dois anos até ser editado.
Para além de Rui Reininho (vozes, gongos, taças e percussões) e Paulo Borges (piano, sintetizadores, programações e guitarras), “20.000 Éguas Submarinas” conta com a participação de Alexandre Soares (Três Tristes Tigres, Osso Vaidoso), Pedro Jóia, Tiago Maia, Eduardo Lála, Ruca Rebordão, Moisés Fernandes, Daniel Salomé e Jacomina Kistemaker, grande referência para o disco.

Pág. 25 de 44