Print this page
Rate this item
(0 votes)
in Discos

Cruzumana - "Algo Está a Mudar"

By Publicado agosto 05, 2021

O terceiro álbum do grupo Cruzumana, "Algo Está a Mudar", com edição digital a 9 de Agosto. Os Cruzumana surgiram em Novembro de 2001. Instrumentalmente, o colectivo tem uma base Rock (com toda a abrangência que este rótulo permite). No entanto, e ao contrário do que é comum neste estilo, a utilização ponderada de expansões e retracções de dinâmica permite que cada música seja abordada como uma narrativa, transportando assim as emoções da estória à sensibilidade do ouvinte. Outra característica vincada na personalidade dos Cruzumana é a utilização sistemática das suas quatro vozes, o que permite a construção de teias ambientais capazes de causar tensão extrema com a mesma facilidade com que embalam o ouvinte num mar de confortáveis encadeamentos harmónicos. Em contraste com a complexidade e melodia das composições encontramos a crueza do som, muito on-the-face, sem recorrer aos retoques de produção normalmente utilizados, o que permite aos Cruzumana soarem ao vivo o que soam em gravação. Utilizando toda uma riqueza de expressão que só o português permite, e seguindo um princípio rígido de intemporalidade, é com extremo cuidado que os textos de cada estória são desenvolvidos. Tendo como elemento central das narrativas um personagem tão humano quanto qualquer um de nós e como pano de fundo um mundo que é o nosso, a linguagem predominantemente poética torna-se veículo para as confissões, desabafos, lições de dor e de prazer com as quais o nosso Errante estabelece uma relação de partilha com o leitor/ouvinte. No seguimentos dos seus dois trabalhos anteriores, "E tu... tudo bem?" e "Mais que um esboço", Este "Algo está a mudar" é composto por doze temas, doze caminhos, doze vidas que se unem para que mais um ciclo continue. Esperamos que tenham tanto gosto em acompanhar estes doze passos, como nós tivemos em desenvolver todo o conceito, ao longo desta última década. A banda Margem Sul do Tejo com 20 anos de existência, são musicalmente marcados por jogos de quatro vozes e pela crueza de um rock cruzado com ambientes étnicos e atmosféricos. Este colectivo pauta a sua poesia por uma acirrada defesa da língua portuguesa.

Pode escutar aqui

Read 931 times Last modified on quinta-feira, 05 agosto 2021 16:19
Login to post comments