Avatar

On Air

Jazz Faz Tarde Jazz Faz Tarde / 23:00 - 24:00

DRIVE MY CAR UM FILME DE RYÛSUKE HAMAGUCHI
COM Hidetoshi Nishijima, Toko Miura, Masaki Okada, Reika Kirishima
O actor e encenador Yusuke Kafuku é convidado a encenar O Tio Vânia de Tchécov num festival de teatro em Hiroshima. No carro em que se desloca, conduzido pela discreta jovem Misaki, Kafuku confronta-se com o passado e o mistério sobre a sua mulher, Oto, que morrera subitamente levando um segredo com ela.

A cantora Dominique Grange, uma das vozes do Maio de 68, está no centro do novo documentário de Pedro Fidalgo.

Estreia em Lisboa no CinemaCity Alvalade, com sessões diárias às 19h entre 12 e 18 de maio o documentário  "Não apaguem os nossos rastos! Dominique Grange, uma cntora de protesto". Nos dias 12 e 13 a sessão é seguida de debate com o realizador e convidados. 

“Eles podem sofrer tudo e tudo suportam – menos o não receberem uma carta”

Estreia | ERA UMA VEZ A MÁFIA, de Franco Maresco
Franco Maresco revisita, de forma sarcástica e grotesca, a memória histórica italiana e interroga-se sobre os ideais que ficaram até aos dias de hoje.
Por ocasião do aniversário do assassinato de Giovanni Falcone e Paolo Borsellino, os famosos juízes que entraram em guerra directa contra a máfia, o realizador Franco Maresco revisita, de forma sarcástica e grotesca, a memória histórica italiana e interroga-se sobre os ideais que ficaram até aos dias de hoje, especialmente em Sicília. Maresco é acompanhado pela famosa fotógrafa da máfia, Letizia Battaglia, uma artista amargurada pelas manipulações das comemorações por parte da classe política italiana. Este documentário, que ganhou o Grande Prémio do Júri no Festival de Veneza, é um encontro nostálgico com a máfia do “antigamente”.

Legendado em português

Exibições:
Cinema Nimas, Lisboa
4 Nov – 21h30
5 Nov – 17h
6 Nov – 16h30
7 Nov – 19h
8 Nov – 14h30
9 Nov – 13h
10 Nov – 14h30
Teatro Campo Alegre, Porto
4 Nov – 21h45
5 Nov – 21h45
6 Nov – 15h30, 21h45
7 Nov – 15h30, 21h45
8 Nov – 21h45
9 Nov – 21h45
10 Nov – 21h45

Estreia | SPENCER, de Pablo Larraín
O casamento da Princesa Diana e do Príncipe Carlos há muito se transformou numa relação gélida. Entre abundantes rumores de casos extraconjugais e divórcio, a paz é encomendada para celebrar as festividades de Natal na propriedade real de Sandringham House. Há comida e bebida, tiro ao alvo e caça. Diana conhece o jogo. Mas desta vez, as coisas vão ser muito diferentes.
SPENCER uma ficção do que se poderá ter passado nesses fatídicos dias.

Legendado em português

Exibições:
Cinema Nimas, Lisboa
4 Nov – 16h30
5 Nov – 19h30
6 Nov – 14h
7 Nov – 21h30
8 Nov – 16h30
9 Nov – 11h
10 Nov – 19h

Estreia | TRÊS ANDARES, de Nanni Moretti
Três famílias vivem num prédio de 3 andares num bairro de Roma. Durante 10 anos, as vidas de cada família são determinadas por eventos que obrigam as personagens a lidar com situações dolorosas, difíceis e inconfortáveis. As escolhas que cada um faz vão determinar o curso da sua existência.

Legendado em português

Exibições:
Cinema Nimas, Lisboa
4 Nov – 19h
5 Nov – 22h
6 Nov – 22h
7 Nov – 16h30
8 Nov – 21h30
9 Nov – 22h
10 Nov – 16h30
Cinema Charlot, Setúbal
8 Nov – 21h30
9 Nov – 21h30
10 Nov – 21h30

Sessões Especiais | A METAMORFOSE DOS PÁSSAROS, de Catarina Vasconcelos
A Metamorfose dos Pássaros é uma espécie de “diário polifónico”. Beatriz e Henrique casam-se quando ela tem apenas 21 anos. Ele é oficial da marinha e passa várias temporadas no mar; ela permanece em terra, a cuidar dos seis filhos de ambos. Um dia, Beatriz morre inesperadamente. Jacinto, o seu filho mais velho que sonhava poder ser pássaro, é o pai da realizadora Catarina Vasconcelos, cuja mãe morreu quando ela tinha apenas 17 anos. Nas palavras da própria cineasta: “Nesse dia, eu e o meu pai encontrámo-nos na perda das nossas mães e a nossa relação deixou de ser só a de pai e filha.” Ao longo desta narrativa poética, os dois exploram a intimidade da relação familiar e a passagem do tempo, num percurso em que se apercebem de que partir é um requisito fundamental para o começo de algo novo.

Exibições:
Cinema Nimas, Lisboa
6 Nov – 19h > sessão apresentada por convidado a anunciar
10 Nov – 21h30 > sessão apresentada pela realizadora
CAE, Figueira da Foz
5 Nov – 21h30 > com a presença de Sérgio Dias Branco (professor universitário e investigador)

FRANCE, de Bruno Dumont
Um dos filmes sensação da Selecção Oficial em Competição do Festival de Cannes, France oscila entre a sátira política, a crítica aos media e o melodrama, apresentando-nos o retrato de uma jornalista, de um país e dos seus meios de comunicação. France de Meurs – cujo nome não foi escolhido ao acaso – é uma célebre jornalista que se desdobra entre a televisão, uma guerra distante e o frenesim da sua vida familiar.
Após um acidente de viação, do qual resulta um ferido, France vê o seu mundo abalado e tenta refazer a vida de forma anónima, mas a fama dificulta-lhe a prossecução desse plano. Bruno Dumont tece uma crítica mordaz ao meio jornalístico, no seio do qual tudo parece fielmente apresentado, mas onde o real é, na verdade, encenado e reconstruído, constituindo-se como o resultado de uma sociedade do espectáculo e do sensacionalismo, na qual o imediato assume o papel principal.

Legendado em português

Exibições:
Cinema Nimas, Lisboa
4 Nov – 13h30
9 Nov – 19h30

UMA PAIXÃO SIMPLES, de Danielle Arbid
Hélène é uma académica parisiense, especialista na vida e obra da dramaturga inglesa do século XVII, Aphra Behn. Ela fala directamente para a câmara enquanto descreve o seu encontro com um homem por quem se apaixonara durante uma festa no Porto. À medida a que a relação entre os dois se transforma numa obsessão para Hélène, ela começa a comportar-se de modo inconsequente, negligenciando os cuidados do filho e de si própria. A partir do romance homónimo de Annie Ernaux, a realizadora Danielle Arbid apresenta uma nova abordagem ao amour fou, tema tão caro ao cinema francófono, num drama erótico e formalmente ousado.

Legendado em português

Exibições:
Cinema Nimas, Lisboa
5 Nov – 15h
9 Nov – 17h30

A ILHA DE BERGMAN, de Mia Hansen-Løve
Um casal de cineastas (ele, Tony/Tim Roth, mais velho, com uma obra consolidada, ela, Chris/Vicky Krieps, mais nova, à procura, com as suas dúvidas), ambos admiradores confessos de Bergman, instala-se na ilha de Fårö, onde o cineasta sueco viveu e rodou vários dos seus filmes. Decidiram passar ali o Verão, deixar-se inspirar pela força do lugar, e trabalhar nos seus novos guiões. No entanto, à medida que avançam, e em contacto com a paisagem selvagem da ilha, banhada pela luz do Verão escandinavo, a linha entre a ficção e a realidade torna-se ténue. Mise en abîme solar e melancólico, Bergman Island rende homenagem a Ingmar Bergman longe de qualquer cliché.

Legendado em português

Exibições:
Cinema Nimas, Lisboa
5 Nov – 13h
7 Nov – 14h
8 Nov – 19h
9 Nov – 15h
Teatro Campo Alegre, Porto
Diariamente às 18h30

A MULHER DO AVIADOR, de Éric Rohmer
Uma manhã, François vê Anne, a sua namorada, sair de casa com outro homem, um aviador. À tarde, vê o aviador com uma outra mulher e segue-os. Pelo caminho, encontra Lucie, uma estudante curiosa e esperta, que o irá ajudar…

Cópia Digital Restaurada
Inserido no ciclo Éric Rohmer ou o Génio do Moderno Cinema Francês – 2º Capítulo
Legendado em português

Exibições:
Cinema Nimas, Lisboa
4 Nov – 11h30
Cinema Charlot, Setúbal
4 Nov – 18h
5 Nov – 18h

PAULINE NA PRAIA, de Éric Rohmer
O terceiro filme da série Comédias e Provérbios tem por epígrafe “Qui trop parole, il se mesfait” (que na versão portuguesa seria: “Quem diz o que quer ouve o que não quer”). Marion, recentemente divorciada, leva a adolescente Pauline a passar o final do Verão na casa de praia da família. Marion acaba por se envolver com Henri, e Pauline começa a descobrir o amor com Sylvain. Pauline na Praia confronta os jogos de sedução e desejo de adolescentes e adultos, no período estival.

Cópia Digital Restaurada
Inserido no ciclo Éric Rohmer ou o Génio do Moderno Cinema Francês – 2º Capítulo
Legendado em português

Exibições:
Cinema Nimas, Lisboa
5 Nov – 11h
TAGV, Coimbra
8 Nov – 21h

NOITES DE LUA CHEIA, de Éric Rohmer
Louise e Rémi são namorados e vivem nos arredores de Paris. Ela é uma jovem decoradora de interiores, cansada dos subúrbios e amante da noite; ele é arquitecto, adepto da vida pacata e caseira. Cansada da monotonia, a jovem decide recuperar um apartamento em Paris, onde se sente livre. Neste filme-manifesto, como lhe chamou Olivier Père, Rohmer capta as modas e tendências da Paris dos anos 80.

Cópia Digital Restaurada
Inserido no ciclo Éric Rohmer ou o Génio do Moderno Cinema Francês – 2º Capítulo
Legendado em português

Exibição única / Cinema Nimas, Lisboa
6 Nov – 11h30

O RAIO VERDE, de Éric Rohmer
A epígrafe do filme é um verso de Rimbaud: “Ah! Que le temps viennent / ou les coeurs s’éprennent.” É Verão e Delphine sente-se só e deprimida. Interrompe umas férias na montanha, a convite de uns amigos, e dirige-se a Biarritz, passando os dias entre errâncias amorosas, sem compromissos ou ligações. Casualmente, ouve uma conversa sobre o famoso “raio verde” de que fala Júlio Verne. Conseguirá Delphine vê-lo e encontrar o amor que reconforte o seu coração?

Cópia Digital Restaurada
Inserido no ciclo Éric Rohmer ou o Génio do Moderno Cinema Francês – 2º Capítulo
Legendado em português

Exibição única / Cinema Nimas, Lisboa
7 Nov – 11h30

O AMIGO DA MINHA AMIGA, de Éric Rohmer
Blanche e Léa tornam-se amigas. Esta vive um namoro fortuito com Fabien, enquanto Blanche se apaixona por Alexandre. Entretanto, Léa termina o relacionamento com Fabien, e este começa a demonstrar um forte interesse por Blanche. Um caos emocional que terá de ser resolvido…

Cópia Digital Restaurada
Inserido no ciclo Éric Rohmer ou o Génio do Moderno Cinema Francês – 2º Capítulo
Legendado em português

Exibição única / Cinema Nimas, Lisboa
8 Nov – 12h

O BOM CASAMENTO, de Éric Rohmer
Sabine, uma jovem estudante de arte, está cansada de ser a amante de Simon e diz-lhe que se vai casar. Clarisse, a sua melhor amiga, apresenta-lhe o seu primo Edmond, um homem bonito, jovem e livre. Sabine acredita que fará um bom casamento, mas as coisas não correm de acordo com as suas expectativas…

Cópia Digital Restaurada
Inserido no ciclo Éric Rohmer ou o Génio do Moderno Cinema Francês – 2º Capítulo
Legendado em português

Exibições:
Cinema Nimas, Lisboa
10 Nov – 12h

Pág. 1 de 3

VOZ ONLINE é o nome da rádio licenciada pela Associação Voz Online Rádio - ARDVOZ.

  •  

Registo na ERC nº 700077
  •  
    spotify6  google podcast