Sam The Kid apresenta-se com Orquestra e Orelha Negra no dia 27 de maio, no Campo Pequeno. Samuel Mira vai entrar em palco ao lado da sua banda de sempre, os Orelha Negra (Fred Ferreira, Francisco Rebelo, João Gomes e DJ Cruzfader) e também com uma Orquestra de 24 elementos dirigida pelo maestro Pedro Moreira num concerto que vai ficar para a memória de todos.
Os bilhetes vão estar disponíveis amanhã, dia 24 de fevereiro, às 10h00, nos locais habituais e em everythingisnew.pt.
Sam The Kid não é só "Entre(tanto)", "Sobre(tudo)", "Beats Vol1: Amor", "Pratica(mente)" ou "Mechelas". É uma das mais influentes vozes da música nacional, é "TV Chelas", é "Três Pancadas", é um dos mais competentes e apreciados produtores do nosso país, é "Orelha Negra", é "Crime do Padre Amaro" ou "Classe Crua". É fundamentalmente "Hip Hop Tuga", entre outras tantas coisas, nas mais diversas áreas em que Sam The Kid deixou o seu toque de midas, como os novos trabalhos 3,14 e Linguagem Marginal.
Um espetáculo que irá revisitar a carreira de um dos artistas fundamentais do Hip Hop Nacional, que não vais querer perder a 27 de maio, no Campo Pequeno.

 

 

Sam The Kid com Orquestra e Orelha Negra anunciam espetáculo também no Porto, no dia 8 de outubro, na Super Bock Arena Pavilhão Rosa Mota.

Os bilhetes para Lisboa e Porto já se encontram disponíveis em everythingisnew.pt e nos locais habituais.

Dois espetáculo onde irás revisitar a carreira de um dos artistas fundamentais do Hip Hop Nacional, que não vais querer perder a 27 de maio, no Campo Pequeno e a 8 de outubro na Super Bock Arena Pavilhão Rosa Mota.

Bebel Gilberto é um dos maiores nomes da música brasileira da atualidade e um dos mais queridos no nosso país. Editou o seu mais recente trabalho, “Agora”, em 2020, mas a pandemia impediu que o apresentasse ao vivo em Portugal. A espera acaba já nos próximos dias 19 e 20 de março, altura em que Bebel se apresentará em Coimbra, no Convento São Francisco e no Casino Estoril para presentear o seu público com as novas canções de “Agora” e ainda com uma seleção pessoal do temas mais importantes da sua carreira.

MÍSIA ESTREIA O NOVO PROJETO

“ANIMAL SENTIMENTAL”

 

Os sentimentos, essa inefável matéria que inspira poetas e artistas de tantas outras áreas, são tesouros que não pesam senão na alma. Mísia sabe bem disso. Esta artista mulher, fadista sonhadora, cantora atriz, contadora de histórias suas e alheias, é a primeira a admitir que é um animal sentimental.

A expressão serve de título a um novo álbum, com edição mundial a 29 de Abril, guiado por si própria e por Wolf-Dieter Karwatky, premiado produtor alemão que tem trabalhado com alguns dos maiores nomes da música clássica, colecionado Grammys e somado projetos de sucesso carimbados pela Deutsche Grammophon, novo capítulo de uma aplaudida carreira que se estende por três décadas e com amplo reconhecimento internacional. Este novo projeto faz parte de um ambicioso tríptico: o disco; um livro que, garante ela, será feito de episódios poéticos e momentos cómicos e sentimentais, de pequenas tragédias de um caminho longo de vida que recua às memórias de infância e que, a partir de 1991, começou a ser fixado em discos de crescente sucesso e ambição artística; e o concerto, em estreia no Museu do Oriente, a oportunidade para levar tudo isso – as histórias e as canções, os sentimentos, pois claro, para cima do palco, afinal de contas, o habitat natural de qualquer animal sentimental.

EM PALCO:

Mísia

Maestro Fabrizio Romano | Piano

Pedro de Castro | Guitarra Portuguesa

Daniel Pinto | Viola Baixo

Bernardo Viana | Viola de Fado

"Songs for Shakespeare" consiste em material musical e performativo original onde o ponto de partida são as palavras de Shakespeare tiradas de diversas fontes e sem aparente ligação entre si. Colando estes pedaços numa manta de retalhos consegue-se uma nova narrativa que rasga o universo Shakespeariano de uma ponta à outra.

Pág. 2 de 7